Click here for Myspace Layouts

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Imitação ou Invenção

Por Anderson Araújo

Toda criança passa por um processo de aprendizagem quando vem ao mundo, processo que em sociologia chamamos de socialização. Ela precisa imitar determinados comportamentos e um conjunto de regras e valores para viver em sociedade.

Não há dúvida de que a socialização é realmente necessária. Tenho pensado que cada comportamento, jeito de ser, depende do equilíbrio entre imitação e invenção.

Há pessoas que imitam demais e perdem a sua singularidade, originalidade. Pessoas que se perdem em modelos admirados, e que, irrefletidamente, reproduzem comportamentos doentios, a guerra religiosa, por exemplo.

Por outro lado, há pessoas tão originais, em latim, sui generis, que até mesmo nos incomodam na convivência. Pessoas originais demais imitam pouco o comportamento alheio. Isso provoca admiração, mas também um certo incômodo em todos. Pense nos artistas: pessoas extremamente criativas.

A imitação é necessária para a socialização. Mas a invenção é sempre saudável, e é o que torna o mundo dinâmico. Diante da dúvida, escolho o equilíbrio.

Nenhum comentário: